Japão: População envelhece rapidamente e centenários chegam aos 80 mil pela primeira no país

Destaque Mais Japão

Tokyo – O número de pessoas com 100 anos ou mais no Japão ultrapassou 80.000 pela primeira vez em meio ao rápido envelhecimento da população do país, mostraram dados do governo na terça-feira.

O número de centenários subiu 9.176 em relação ao ano anterior para 80.450 na terça-feira pelo 50º aumento anual consecutivo, com as mulheres respondendo por 88,2% do total, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Previdência.

Centenários marcaram o maior aumento anual, com o número de homens crescendo 1.011 em relação ao ano passado para 9.475 e as mulheres de 8.165 para 70.975, mostrou a contagem. O ministério estimou os números com base nos dados do registro de residentes antes do feriado do Dia do Respeito ao Idoso, que cai na próxima segunda-feira.

Quando a pesquisa começou em 1963, o número de centenários era de 153, mas superou 1.000 em 1981 e ultrapassou 10.000 em 1998, principalmente devido aos avanços na tecnologia médica.

A expectativa de vida média do Japão era de 87,45 para mulheres e 81,41 para homens em 2019, ambos recordes, segundo dados do ministério da saúde divulgados em julho deste ano.

Kane Tanaka, uma moradora de 117 anos de Fukuoka, sudoeste do Japão, é a mulher japonesa mais velha. Ela foi reconhecida como a pessoa viva mais velha do mundo pelo Guinness World Records.

Mikizo Ueda, um morador de 110 anos de Nara, oeste do Japão, é o japonês mais velho.

Por prefeitura, Shimane no oeste do Japão tem o maior número de centenários por 100.000 pessoas pelo oitavo ano consecutivo com 127,60, seguido por Kochi e Tottori com 119,77 e 109,89, respectivamente.

Com informações e imagens: Kyodo News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.