Kit para detecção de coronavírus em maçanetas, laptops chega à venda no Japão

Destaque Fique Por Dentro

Osaka – A fabricante japonesa de equipamentos de precisão Shimadzu Corp. começou a vender na segunda-feira kits de teste que podem detectar o coronavírus em superfícies inanimadas, incluindo maçanetas, torneiras e computadores, pela primeira vez no mundo.

A empresa disse que espera fornecer o novo kit, que pode identificar o vírus em cerca de 100 minutos, a instalações médicas e empresas que prestam serviços de teste, incluindo casas de saúde e fabricantes de alimentos.

Um funcionário da Shimadzu Corp apresenta um novo kit de teste usado para detectar o novo coronavírus em superfícies inanimadas  (Foto: Kyodo News)

Os usuários do kit limpam a superfície de um objeto com um cotonete e o colocam em um recipiente com solução salina. Após retirar o cotonete do recipiente, os reagentes do teste são aplicados e o vírus pode ser detectado por PCR, ou reação em cadeia da polimerase, dispositivo de teste, de acordo com a empresa.

Cada kit pode conduzir 100 testes e custa 302.500 ienes ($ 2.800). A empresa, com sede na Prefeitura de Kyoto, no oeste do Japão, disse que pretende vender mil kits de teste anualmente.

“Com a adição deste kit, queremos oferecer maneiras de prevenir infecções de forma abrangente”, disse um representante da empresa. Shimadzu já introduziu um kit de teste usado para detectar o vírus na saliva.

A transmissão superficial é considerada uma das formas pelas quais o vírus se espalha de pessoa para pessoa.

De acordo com um estudo do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, o vírus vive até 72 horas em plástico, 48 horas em aço inoxidável e 24 horas em papelão.

Com informações: Kyodo News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.